Dr. Bruno Garbelini especifica casos de uso da rinoplastia e rinomodelação

Apesar da rinoplastia, que é a cirurgia plástica de nariz, ser considerado o procedimento mais indicado para aqueles que desejam mudar o formato do nariz, existe outra técnica que vem criando mais adeptos por ser mais simples e por proporcionar resultados eficientes: a Rinomodelação, que ao contrário da rinoplastia, não e um procedimento cirúrgico.

O Dr. Bruno Garbelini, especialista em estética facial, aponta que quando o assunto são as mudanças na aparência, as intervenções no nariz lideram o ranking dos procedimentos estéticos mais procurados, especialmente entre o público feminino. “A rinomodelação contribui para um nariz mais simétrico e para o aumento da autoestima dos pacientes”, ressalta.

Rinoplastia x Rinomodelação

O especialista aponta que a rinomodelacao, diferente da rinoplastia, é indicada para pessoas que não querem se sujeitar a nenhuma cirurgia plástica. “O procedimento é realizado sem a necessidade de nenhum corte, usando uma técnica de preenchimento como qualquer outro, que corrige imperfeições do contorno nasal ou até mesmo falhas de cirurgias anteriores. Para moldar o formato ideal, solicitado pelo paciente, o médico irá injetar uma substância modeladora na região.”

É inegável que, quando comparada à cirurgia de Rinoplastia, a Rinomodelação oferece possibilidades de mudanças um pouco mais restritas. No entanto, ela é indicada para quem deseja pequenos reparos e também procedimentos mais seguros e menos invasivos.

Como é feita a Rinomodelação?
O Dr. Garbelini conta que, antes de tudo, o nariz do paciente passa por uma análise de contorno para que alguns pontos possam ser definidos e posteriormente, modificados. “Depois, no momento da intervenção, é aplicada uma substância preenchedora, utilizando de anestesia local no nariz. Dependendo da resistência da pele nessa região, poderá haver mais de uma aplicação. Mas, a técnica é sempre feita sem pressa e em pequenos volumes da substância. ”

É inegável que, quando comparada à cirurgia de Rinoplastia, a Rinomodelação oferece possibilidades de mudanças um pouco mais restritas. No entanto, ela é indicada para quem deseja pequenos reparos e também procedimentos mais seguros e menos invasivos.

Os benefícios da Rinomodelação
Já se sabe que esse procedimento é mais seguro e menos invasivo que a rinoplastia. Mas, quais são as outras vantagens que existem em aderir à técnica? Existem muitas! Esse é um método considerado novo e que é muito rápido e prático. Se trata de uma intervenção única, realizada em cerca de 20 minutos e que não requer internação. 

Outro benefício dessa técnica é que ela permite que o efeito seja definitivo ou temporário. “O que irá definir isso é o tipo de substância que o paciente, juntamente com o médico, optam por utilizar durante o procedimento: alguns são absorvidos pelo organismo com o tempo e outros não.”

Como é a recuperação da Rinomodelação?

Como em qualquer procedimento, a recuperação e os cuidados pós procedimento irão variar conforme o caso e o quadro de cada paciente. Mas, de uma forma geral, após realizar a Rinomodelação é recomendado que a exposição solar seja evitada por alguns dias, assim como massagens e toques no nariz.
A Rinomodelação tem um efeito instantâneo e não necessita de cuidados especiais. Não é necessário alterar as atividades da rotina e de trabalho, mas, sempre consulte o seu médico para que ele te passe as recomendações adequadas.

Quem não deve passar pelo o procedimento?

Mesmo que seja classificado como uma intervenção simples, esse procedimento também possui contraindicações. A Rinomodelação não é indicada para alérgicos às substâncias preenchedoras, nem para gestantes e lactantes.
Pessoas com doenças autoimunes ou com lesões ativas no nariz também devem consultar um profissional antes de realizar o procedimento. Se o paciente estiver com infecção ou resfriado, o recomendado é que ele espere os sintomas passarem.