Em entrevista para Monique Curi, Rafael Zulu revela que vai casar e fala sobre preconceitos e feridas abertas em namoro na adolescência

É uma cicatriz incurável!”, revela o ator que planeja oficializar a união com a personal trainer Aline Becker. Entrevista marcou a comemoração dos dois ano do programa “Jeito de Ser por Monique Curi”.

Por: Redação

Longe das novelas desde uma participação em “Haja coração”, Monique Curi vem se dedicando ao seu canal no YouTube, o “Jeito de Ser por Monique Curi”, que completa dois anos esta semana. Para celebrar a data, ela fez uma entrevista bastante reveladora com Rafael Zulu. Amigos de longa data, o ator usou o espaço para falar com exclusividade sobre os planos de se casar com a personal trainer Aline Becker. “Quando que na minha vida eu imaginei querer isso com alguém, quis e é ela”, confessou Zulu cotando também que a ligação com a família, felicidade, respeito e humor, foram os atributos que o fizeram se apaixonar pela gaúcha que hoje mora com ele no Rio de Janeiro. 
A entrevista, dividida em duas partes que serão divulgadas nesta segunda-feira, 20, também contou com o relato do ator falando sobre preconceitos e cicatrizes que nunca se fecharam.

“Acho que a gente não vai encontrar um cara na minha idade, negro, que tenha tido a sorte de não passar por uma situação de racismos, de preconceito, seja ele social, porque infelizmente como pessoas negras nós ocupamos os menores cargos, os lugares subalternos, as periferias. Então a gente sofre, além do preconceito social, o preconceito racial. Impossível! Eu já passei por alguns casos, sendo um, que eu lembro, que é uma cicatriz incurável. Você vive com ela, mas ela é incurável.”, constatou Zulu.

E continuou: “Eu devia ter 14/15 anos, e a mãe de uma menina que eu flertava, a gente tinha uma historinha… a mãe dela começou a me chamar de macaco, preto sujo. Isso era para atingir a filha, falando de mim. A menina entrou discutindo com a mãe. E eu fui andando para casa. O caminho deveria dar uma hora e meia e eu fui andando, porque fui desnorteado. Nunca tinha passado aquilo, com a consciência que eu já tinha, 14 anos. Cheguei em casa pálido e a minha mãe perguntou o que houve, eu contei. Desabei, chorei, porque nunca tinha imaginado passar uma coisa dessas. A minha mãe falou assim: ‘Deixa eu te explicar, você nunca mais vai ouvir isso e ficar calado. Você não precisa xingar, ofender ninguém, mas vai se colocar. Porque a mamãe te criou para ser um menino que se coloque, um homem que se coloque. Então quando alguém falar isso, você diz exatamente isso, tintim, por tintim”, lembrou emocionado.

Assuntos como quarentena, trabalho, a filha do ator, Luiza Zulu, e família. E por falar nisso, aliás, foi na novela “Em Família”, que Monique e Zulu se conheceram e deram início a amizade, que também foi citada durante a conversa. “Nós ficamos amigos, criou uma sintonia bacana no nosso núcleo. E o que eu acha maravilhoso nele, é que ele é um cara que vive 220 por hora. Faz um milhão de coisas, mas me passa que faz tudo bem feito e com muita dedicação, com muito carinho”, tietou a atriz e apresentadora, que não deixou de falar da felicidade pelos dois anos do seu programa. Que alegria, parece que foi ontem que eu descobri o meu propósito de tentar trazer conteúdo para inspirar, para motivar vocês. É muito gratificante, porque eu percebo o tanto que eu estou conseguindo, sabe?”, concluiu.

Vídeo: https://www.youtube.com/watch? v=nDMgWY92TWM

https://www.youtube.com/watch?v=rktWTP8DuM4